COVs - Compostos orgânicos voláteis produzidos pela fusão de ABS, PLA, nylon e PETDe acordo com um recente estudo com financiamento privado na Polônia sobre os perigos dos termoplásticos aquecido, ABS, PLA, PET e nylon, o risco para a saúde humana é nominal, e mesmo no caso do ABS, está bem abaixo das limitações de exposição prescritas das organizações de segurança do trabalho (imagem acima, oferecida pelo The Journal of Occupational and Environmental Hygiene).

Segundo os autores  Szymon Wojtyła, Piotr Klama e Tomasz Baran:
“O estudo conduzido mostrou que o ABS é significativamente mais tóxico do que o PLA. A emissão de compostos orgânicos voláteis (COV) foi na faixa de 0,50 μmol / h. O estireno representou mais de 30% do COV total emitido por ABS, enquanto que para o PLA, o metacrilato de metilo foi detectado como composto predominante (44% da emissão total de COV)”.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde sobre o perigo de gases de plástico inalados, a toxicidade ocorre em temperaturas mais elevadas e em ambientes sem ventilação adequada. O relatório descreve dados específicos sobre metacrilato de metilo (MMA), os compostos orgânicos voláteis mais proeminentes em PLA:
“A toxicidade aguda do metacrilato de metilo é baixa. Foi observada irritação na pele, olho e cavidade nasal em roedores e coelhos expostos a concentrações relativamente altas de metacrilato de metilo. O produto químico suavemente sensibilizou a pele dos animais. O efeito observado com maior freqüência e em menor concentração foi a irritação da cavidade nasal após exposição repetida ao metacrilato de metilo. Também foram relatados efeitos no rim e no fígado em concentrações mais elevadas. O menor nível de efeito relatado para inalação foi de 410 mg / m3 em ratos expostos ao metacrilato de metilo por 2 anos (com base na degeneração inflamatória do epitélio nasal); o nível de efeito não observado (NOEL) nesta investigação foi de aproximadamente 100 mg / m3 “.
Embora estudos recentes recomendam a implementação de melhores sistemas de filtragem em futuras impressoras 3D de mesa para maior segurança, os resultados indicam claramente que sob operações de impressão normais, o perigo de exposição para os operadores está bem abaixo de qualquer nível de perigo.

Leave a Reply